“As Raparigas Esquecidas”

“Numa floresta da Dinamarca, um guarda-florestal encontra o corpo de uma mulher. Marcada por uma cicatriz no rosto, a sua identificação deveria ser fácil, mas ninguém comunicou o seu desaparecimento e não existem registos acerca desta mulher.
Passam-se quatro dias e a agente da polícia Louise Rick, chefe do Departamento de Pessoas Desaparecidas, continua sem qualquer pista. É então que decide publicar uma fotografia da misteriosa mulher. Os resultados não tardam. Agnete Eskildsen telefona para Louise afirmando reconhecer a mulher da fotografia, identificando-a como sendo Lisemette, uma das «raparigas esquecidas» de Eliselund, antiga instituição estatal para doentes mentais onde trabalhara anos antes.
Mas, quando Louise consulta os arquivos de Eliselund, descobre segredos terríveis, e a investigação ganha contornos perturbadores à medida que novos crimes são cometidos na mesma floresta.

Através de uma narrativa envolvente, vertiginosa e de forte impacto emocional, Sara Blædel não deixa o leitor descansar enquanto não chegar ao fim do livro.

Um thriller arrepiante e emocionalmente forte, escrito de forma cativante e capaz de viciar o leitor. Recomendo!

"The Choice" ("Uma Escolha por Amor")

"Travis Parker tem uma vida confortável, um bom emprego, amigos leais e uma casa na praia. Ele tenta diariamente viver ao limite e acredita que um relacionamento sério limitaria o seu estilo de vida. Isso até ao dia em que Gabby Holland se muda para a casa ao lado. Mesmo comprometida, a rapariga atrai-o e faz com que os dois se entreguem numa relação que nenhum deles esperava."

Mais uma bela história baseada num dos livros do acalamado Nicholas Sparks. Um filme bastante romântico, que entretém e emociona. Recomendo!

“A Maldição do Vencedor”

Dois povos inimigos
Uma guerra iminente
Uma atração proibida

“Kestrel, jovem filha do poderoso general de Valoria, tem apenas duas opções: alistar-se no exército ou casar-se. Ela tem, no entanto, outras aspirações e procura libertar-se do seu destino, rebelando-se contra o pai.

Num passeio clandestino pela cidade, Kestrel vai parar a um leilão de escravos, onde se depara com um jovem, Arin, que parece querer desafiar o mundo inteiro sozinho. Num impulso, ela acaba por comprá-lo — por um preço tão alto, que a torna alvo de mexericos na sociedade.

Arin pertence ao povo de Herrani, conquistado dez anos antes pelos Valorianos. Além de ser um ferreiro exímio, revela-se também um cantor extraordinário, despertando a curiosidade de Kestrel. Arin, contudo, tem um segredo, e Kestrel não tardará a descobrir que o preço que pagou por ele poderá custar muito mais do que aquilo que alguma vez imaginara.”

A Maldição do Vencedor é uma história emocionante, cheia de intrigas e segredos, jogos de poder e alianças perigosas, que deixarão o leitor em suspense até à última página.

Uma história interessante, um mundo bem explicado, muita ação e intriga. Recomendo e gostaria de ler os volumes seguintes da série.

“Um Estranho Caso de Culpa”

“Numa briga entre estudantes, Matt Hunter mata acidentalmente outro jovem para defender um amigo. Após quatro anos passados na prisão, Matt é um homem feito, determinado a recuperar o tempo perdido e a reconstruir a sua vida. Graças à solidariedade do irmão consegue integrar-se numa firma de advogados e a vida parece começar a sorrir-lhe quando a encantadora Olive se torna sua mulher e espera agora um filho de ambos. Mas então Matt é atingido por novo golpe do destino ao receber, no seu telemóvel, um estranhíssimo vídeo de Olive. Um homem realmente perigoso começa a segui-lo, uma freira aparece morta e Matt torna-se de novo suspeito de homicídios perpetrados à sua volta. Um thriller complexo, sinuoso e cheio de reviravoltas inesperadas, que não deixa o leitor afrouxar a leitura até ter solucionado o enredo.”

Harlan Coben não desilude e este é mais um livro cativante e impossível de pousar. Recomendado!

"Deadpool"

"Depois de ter sido sujeito a uma experiência clandestina que o deixa com o poder de cicatrização acelerada, Wade Wilson adopta o alter ego Deadpool. Armado com as suas novas habilidades, além de um negro e retorcido sentido de humor, Deadpool persegue o homem que quase destruiu a sua vida."

Muito divertido, com personagens carismáticas e capaz de provocar boas gargalhadas. Adorei!

“Para Sir Phillip, Com Amor”

“Sir Phillip sabia que Eloise Bridgerton tinha já 28 anos e era, pois claro, uma solteirona. Foi por isso mesmo que pediu a sua mão em casamento. Sir Phillip partiu do princípio de que Eloise estaria desesperada por casar e não seria exigente ou caprichosa. Só que… estava enganado. No dia em que ela lhe aparece à porta, torna-se óbvio que é tudo menos modesta e recatada. E quando Eloise finalmente para de falar, ele percebe, rendido, que o que mais deseja é… beijá-la.
É que, quando recebeu a tão inesperada proposta, Eloise ficou perplexa. Afinal, nem sequer se conheciam pessoalmente. Mas depois… o seu coração levou a melhor e quando dá por si está numa carruagem alugada, rumo àquele que pensa poder ser o homem dos seus sonhos. Só que… estava enganada. Embora Sir Phillip seja atraente, é certo, é também um bruto, um rude e temperamental bruto, o oposto dos gentis cavalheiros que a cortejam em Londres. Mas quando ele sorri… e quando a beija… o resto do mundo evapora-se e Eloise não consegue evitar a pergunta: será que este pesadelo de homem é, afinal, o homem dos seus sonhos?”

Não foi o meu preferido da autora, depois de ter adorado os anteriores, mas não deixa de ser uma história capaz de cativar e de entreter.

“O Assassínio de Cinderela”

“Laurie Moran, produtora televisiva, está delirante com o sucesso do seu programa Sob Suspeita. Além do mais, este programa, que recria casos por resolver, ajudou a solucionar um homicídio logo no primeiro episódio.

Agora, Laurie tem o caso ideal para o seu próximo programa: o Assassínio de Cinderela. Quando a bonita estudante universitária Susan Dempsey foi encontrada morta, o caso levantou muitas perguntas. Porque estava o seu carro estacionado a quilómetros do seu corpo? Teria chegado a aparecer para a audição combinada em casa de um realizador? Porque quererá o namorado de Susan esquivar-se a perguntas sobre a relação deles? E porque faltava um sapato a Susan quando o seu corpo foi encontrado?

Laurie sabe que este caso vai dar um excelente programa, especialmente porque os suspeitos pertencem à elite de Hollywood e do mundo da tecnologia. O suspense e o drama são perfeitos para o pequeno ecrã, mas estará o assassino de Cinderela pronto para um grande plano?”

Emocionante e intrigante. Mary Higgins Clark não desilude e gostei imenso do conceito deste livro que será o início de uma série. Recomendo!

"Ant-Man"

"O cientista Hank Pym convence um ladrão chamado Scott Lang a trabalhar para ele, com o propósito de experimentar e defender a sua tecnologia de manipulação do tamanho dos seres vivos, criando assim o Homem-Formiga, uma criatura com uma super-capacidade de encolher fisicamente e ao mesmo tempo ficar muito mais forte, para combater os malfeitores do mundo."

Muito divertido e original. Mais um filme do universo MARVEL que recomendo!

“Uma Boa Mulher”

“Anna é uma mulher casada, à beira dos quarenta anos, com três filhos pequenos. Embora tenha uma vida tranquila e abastada, sente-se a desmoronar. À deriva e cada vez mais incapaz de se relacionar com o marido, um banqueiro emocionalmente indisponível, ou mesmo com os seus sentimentos, Anna tenta estimular-se com novas experiências, que incluem uma série de aventuras sexuais às quais se entrega com um à-vontade que a surpreende até a si mesma.

O adultério, porém, tem a sua própria moral e quando Anna decide pôr fim aos casos extra-conjugais, percebe que desencadeou uma terrível cadeia de eventos. As tensões agravam-se, ela perde o controlo sobre as mentiras que conta e descobre qual o destino de uma mulher que já não pode voltar atrás.

Profundo e intenso, este romance narra a história inesquecível sobre o casamento, a fidelidade, a sensualidade, a moralidade e, acima de tudo, acerca do eu. Alternando entre o amor e a luxúria, a culpa e a vergonha, as desculpas e as razões, a história de Anna é emocionante e revela, com sinceridade, como nos criamos a nós mesmos, como nos perdemos e as escolhas, por vezes desastrosas, que fazemos para nos encontrarmos a nós próprios.”

Uma leitura impressionante com uma escrita magistral que me deu que pensar. Recomendadíssimo! Um dos melhores que li nos últimos meses!

“Orgulho e Preconceito”

“Elizabeth Bennet, uma das cinco filhas de uma família da classe média rural, conhece Fitzwilliam Darcy, membro da alta sociedade mas de um orgulho desmesurado. As tensões aparecem rapidamente, alternando sensivelmente o idílico e pacífico mundo rural inglês, que se revela como uma sociedade rígida, em que abundam os preconceitos e na qual nem tudo é aquilo que parece.

Orgulho e Preconceito é o mais famoso dos romances de Jane Austen, que ganhou um lugar entre os autores mais lidos pelo grande público e entre os clássicos apreciados pelos académicos, pelo seu profundo conhecimento dos mecanismos que regem as relações humanas, bem como pela ironia com que dota os seus romances.”

Este foi o meu primeiro clássico de Jane Austen e gostei imenso da experiência, apesar de ter achado a leitura um pouco difícil e, por vezes, densa. É uma história muito interessante, com um final encantador. Recomendo e fiquei com vontade de me aventurar noutros clássicos, tanto desta escritora como também de outros autores.

“Crenshaw, o Grande Gato Imaginário”

Amigo é aquele que surge no momento certo para te lembrar do que é importante.

A curta vida do Jackson nunca foi muito fácil, nem muito parecida com a dos outros miúdos. A sua família tem vivido tempos difíceis. Desde que o pai ficou doente e a mãe perdeu o emprego, tem sido mais difícil pagar a renda, a mobília tem desaparecido e nem sempre há comida em casa.
Os seus pais, a sua irmã mais nova e a cadela podem acabar a morar na carrinha. Mais uma vez.
O Crenshaw é um gato. É grande, quase gigante, ferozmente sincero e… imaginário. Voltou a surgir na vida do Jackson para o ajudar. No início, pareceu apenas atrapalhar. Foi ficando e recusou-se a desaparecer. Mas no momento certo, lembrou ao Jackson que a sinceridade e a amizade podem fazer a diferença.
Será um amigo imaginário o suficiente para salvar esta família de perder tudo?

Uma história profunda e mágica sobre a importância da família, da amizade e da esperança.

Uma história ternurenta que vai certamente conquistar os mais pequenos e também os mais graúdos. Recomendo!

"Avengers: Age of Ultron"

"Quando Tony Stark tenta reiniciar um programa de manutenção de paz, as coisas não dão certo e os super-heróis mais poderosos da Terra, incluindo o Homem de Ferro, o Capitão América, o Thor, o Hulk, a Viúva Negra e o Gavião Arqueiro, terão de passar no teste definitivo para salvar o planeta. Com o aparecimento do vilão Ultron, a equipa dos Vingadores tem a missão de neutralizar os seus terríveis planos."

Não foi tão bom como o primeiro, mas mesmo assim, gostei muito. É mais um filme a não perder para os amantes do género.

“Um Amor na Cornualha”

“Fugir no dia do próprio casamento nunca parece bem.
Quando a pressão do futuro casamento se torna demasiada, Jude foge da igreja, deixando um bom homem no altar, a sua mãe furiosa e os convidados com mexericos suficiente para durar um ano.
Culpada e envergonhada, Jude foge para Pengarrock, uma mansão em ruínas na Cornualha, no cimo de uma falésia, onde aceita um emprego a catalogar a extensa biblioteca da família Trevillion. A casa é um refúgio bem-vindo para Jude, cheia de história e segredos, mas quando seu novo proprietário chega, torna-se claro que Pengarrock não é amada por todos.
Quando Jude sucumbe ao feitiço da casa, descobre um enigma familiar decorrente de uma terrível tragédia que teve lugar séculos antes: ao que parece, há algures um tesouro perdido. E quando Pengarrock é posta à venda, parece que o tempo está a esgotar-se para a casa e para Jude…”

Gostei da história mas achei-a com pouco ação, pelo que me senti aborrecida em algumas partes da leitura.

“Um Estranho em Casa”

“Há onze anos, a vida idílica de Anna Lange ficou destroçada quando Paul, o seu filho de quatro anos, desapareceu sem deixar rasto. Anna nunca deixou de acreditar que ele estava vivo e, quando o rapaz reaparece por fim, todos pareciam achar que o pesadelo terminara. Contudo, a alegria do reencontro dura pouco tempo. Nervoso e retraído, Paul começa a comportar-se de modo estranho. Anna pensa que o filho continua a recuperar do terrível trauma vivido na noite em que desapareceu – embora o jovem afirme não se recordar do que aconteceu. Mas será verdade que Paul não se lembra? Bom, há alguém que se lembra e que está disposto a tudo para impedir que a verdade venha ao de cima...”

Patricia MacDonald oferece-nos sempre histórias que agarram o leitor da primeira à última página. Este é mais um thriller cativante, que recomendo aos apreciadores do género.

"The Hunger Games: A Revolta - Parte 2"

"Com a nação de Panem numa guerra em grande escala, Katniss Everdeen enfrenta o Presidente Snow num confronto final. Juntamente com um grupo de amigos próximos - incluindo Gale, Finnick e Peeta - Katniss sai numa missão com a unidade do Distrito 13, à medida que eles arriscam as suas vidas para libertar os cidadãos de Panem, e encenar uma tentativa de assassinato contra o Presidente Snow, que se tornou cada vez mais obcecado com a sua destruição. As armadilhas mortais, os inimigos e as escolhas morais que esperam por Katniss irão desafiá-la mais do que qualquer arena que ela enfrentou."

Um emocionante desfecho para esta trilogia que apaixonou tantos fãs. Recomendo tanto a leitura dos livros como a visualização dos filmes.

“Sonhos Malditos”

“Teresa tem premonições desde criança. Depois de ter previsto as mortes de toda a sua família, incluindo a de Henrique, o seu melhor amigo de infância, Teresa refugia-se no seu dom.

Mas a maldição que a marca vai persegui-la. Num dia cinzento, em que os seus próprios livros de feitiços parecem amaldiçoá-la, Teresa é salva por um jovem aparentemente desconhecido. Mas as semelhanças entre este estranho e Henrique levam-na de volta ao passado, quando tinha ainda muito a perder.

Teresa conhece os destinos daqueles que lhe são próximos. No entanto, dá por si a apaixonar-se por este novo homem, cujo passado lhe é menos estranho do que imaginava. Na luta para alterar as malhas do destino deste jovem, que sabe ser fatal, Teresa descobre que a sua súbita aparição não foi fruto do acaso.”

Um conto interessante, sombrio e dramático, que me cativou. Recomendo!

“Sala de Espera”

“Neste novo livro de Daniel Sampaio encontramos algumas respostas para temas dos nossos dias. Algumas questões tratadas para as quais encontrará propostas de solução:

· Como proceder perante a utilização excessiva dos computadores pelos mais novos.
· O que se entende por alienação parental, guarda partilhada e responsabilidades parentais em divórcios litigiosos.
· O que são pais tóxicos e como podem os filhos reagir.
· O padrasto pode fazer de pai ou não? O livro diz que sim.
· Por que razão está tão difícil a relação entre o professor e o aluno nas nossas escolas? Que poderemos melhorar?
· Vale a pena ensinar Os Lusíadas como se faz agora?
· Que atitude tomar perante os jovens que bebem em excesso?
· Que fazer com as recordações do Natal da nossa infância?
· Vale a pena acreditar na mentira do ranking das escolas? O autor diz que não.

Se gosta de ler também aqui encontrará críticas a livros de ficção. Se prefere cinema leia também apreciações a filmes recentes. São textos curtos que não o deixarão indiferente.”

Um livro que reúne um conjunto de crónicas que abordam temas variados e muito interessantes. Recomendo a sua leitura a todas as pessoas.

“Confesso”

Jovens apaixonados com demasiadas verdades escondidas.
Há segredos que não devem ser revelados.

“Auburn Reed tem toda a sua vida planeada. Não há espaço para erros ou imprevistos. Até que, um dia, entra num estúdio de arte e conhece Owen Gentry, o enigmático artista dono do estúdio. Auburn sente, de súbito, que algo muda dentro dela e decide deixar-se levar pelo coração.

Owen, contudo, guarda segredos que não quer ver revelados. As escolhas do seu passado não parecem permitir-lhe um futuro livre, e Auburn tem demasiado a perder se decidir lutar por ele. A única forma de não pôr em risco tudo o que é importante para si é deixar Owen.

Confessar é tudo o que ele tem de fazer para salvar a relação de ambos. Mas, neste caso, a confissão pode ser muito mais destrutiva do que o próprio pecado.

Confesso é uma história de imenso amor e coragem, que nos faz acreditar em segundas oportunidades.”

Um romance que me apaixonou da primeira à última página. Adorei a forma envolvente como a autora escreve. Recomendadíssimo!

“O Ano mais estúpido do meu irmão mais novo”

“Olá, eu sou o Miguel, e este é o diário do palerma do meu irmão mais novo! Nele vais poder ler os seus enormes disparates, em casa e na escola, esgotando a paciência à família e à professora. Tirando a adoração que tem pelo futebol, seja na PlayStation ou com caneladas a sério, tudo lhe faz confusão e o empurra para um conjunto de trapalhadas, não havendo limites para tamanha estupidez. Até mesmo a Francisca, a miúda por quem ele se apaixonou, quer distância da sua cabeça oca! Mas nem isso ele consegue perceber…

Olá, eu sou o Gonzo! Posso não ter a inteligência do meu irmão mais velho, mas isso não me impede de curtir a vida. Neste livro, não percas a chegada a casa do meu animal de estimação nem os meus jogos de futebol do campeonato da escola. Descobre também como resolvi melhorar a minha imagem com uma tesoura de cortar peixe e como criei a minha fantástica alcunha. Entra nas minhas aventuras de geocaching, vê como me diverti no Carnaval e na Páscoa e como me comportei na apresentação à família da feiosa namorada do meu irmão. Ah, claro, e prepara-te para conheceres o plano brilhante que elaborei para conquistar a Francisca!”

Um livro para crianças a partir dos 9/10 anos. É divertido e poderá motivar as crianças para a leitura.

“A Livraria dos Finais Felizes”

“Se a vida fosse um romance, o da Sara certamente não seria um livro de aventuras. Em vinte e oito anos nunca saiu da Suécia e jamais o destino perturbou a sua existência. Tímida e insegura, só se sente à vontade na companhia de um bom livro e os seus melhores amigos são as personagens criadas pela imaginação dos escritores, que a fazem viver sonhos, viagens e paixões.

Tudo muda no dia em que recebe uma carta vinda de Broken Wheel, uma pequena cidade perdida no meio do Iowa. A remetente é Amy, uma americana de sessenta e cinco anos que lhe envia um livro. E assim começa entre ambas uma troca de correspondência afetuosa e sincera. Depois de uma intensa partilha de cartas e livros, Sara consegue, finalmente, a quantia necessária para atravessar o oceano e encontrar a sua queria amiga. No entanto, Amy não está à sua espera. O fim da sua vida chegou mais cedo do que se esperava. Enquanto os excêntricos habitantes da cidade, de quem Amy tanto lhe falou, tomam conta da assustadora turista (a primeira na história de Broken Wheel), Sara decide retribuir a gentileza iniciando-os no desconhecido prazer da leitura. Porque depressa percebe que Broken Wheel precisa desesperadamente de um pouco de aventura, uma dose de auto-ajuda e também de algum romance. Em suma, esta é uma cidade que precisa de uma livraria.

E é naquele lugar com pouca alma mas com um grande coração que Sara, que sempre preferiu os livros às pessoas, encontrará amizade, amor e emoção: será, finalmente, a verdadeira protagonista da sua vida.”

Uma história cativante e divertida, que aquecerá o coração dos leitores que desejam um final feliz. Gostei muito!

“O Pacto”

“Hannah Wells encontrou finalmente aquela pessoa. Segura e confiante em todas as outras facetas da vida, enfrenta uma série de receios e inseguranças no que toca a sexo e sedução. Se quiser prender a atenção da sua nova conquista terá que sair da zona de conforto... Mesmo que tal signifique ter que aturar o arrogante e infantil capitão da equipa de hóquei.
…E vai ser tão bom!
Ser jogador de hóquei profissional foi tudo o que Garrett Graham sempre quis, mas as notas de final de formatura ameaçam deitar por terra este sonho, pelo qual tanto tem lutado. Se ajudar uma morena, muito gira e cheia de sarcasmo, a fazer ciúmes a outro lhe garantir a posição na equipa, que seja! Mas um inesperado beijo leva-os às cenas de sexo mais incríveis das suas vidas, e não vai levar muito tempo até que Garrett perceba que fingir não será o caminho... Terá, sim, que convencer Hannah de que o homem que ela procura se parece em tudo com Garrett.”

Que romance amoroso e sensual. Adorei e recomendo vivamente a sua leitura!

"Terminal de Aeroporto"

"Viktor Navorski (Tom Hanks) é um cidadão da Europa Oriental que viaja rumo a Nova York justamente quando o seu país sofre um golpe de estado, o que faz com que o seu passaporte seja invalidado. Ao chegar ao aeroporto, Viktor não consegue autorização para entrar nos Estados Unidos. Sem poder regressar à sua terra natal, já que as fronteiras foram fechadas após o golpe, Viktor passa a improvisar os seus dias e noites no próprio aeroporto, à espera que a situação se resolva. Porém, com a situação a arrastar-se por meses, Viktor permanece no aeroporto e passa a descobrir o complexo mundo do terminal onde está preso."

Gostei imenso da história do filme e adorei o papel de Tom Hanks. Um filme divertido e que recomendo!

“A Memória”

“Atleta dotado, Decker foi o primeiro a tornar-se profissional na sua terra natal. Mas a promissora carreira acabou antes mesmo de ter começado. Na sua primeira jogada, uma violenta colisão de capacetes arredou-o do campo, deixando-o para sempre marcado por um efeito secundário fora do vulgar. Decker não consegue esquecer-se de nada.
Quase duas décadas depois, a sua vida muda drasticamente pela segunda vez. Agora detetive da polícia, Decker regressou a casa depois de uma operação de vigilância e encontrou à sua espera um autêntico pesadelo: a mulher, a filha pequena e o cunhado tinham sido assassinados.
Com a família destruída, a identidade do assassino tão difícil de descobrir e incapaz de esquecer um único pormenor daquela noite horrível, Decker depara-se com o colapso do seu mundo. Abandona a polícia, perde a casa e chega mesmo a viver nas ruas, como um sem-abrigo, aceitando, volta e meia, trabalhos como investigador privado.
Cerca de um ano depois, um homem entrega-se à polícia e confessa os assassínios. Ao mesmo tempo, um acontecimento terrível quase destrói os alicerces da pequena cidade de Burlington e Decker é chamado para ajudar nas investigações. Decker aproveita a oportunidade para descobrir o que aconteceu, de facto, à sua família. Para desvendar a verdade, tem de usar as suas notáveis capacidades e enfrentar o fardo que elas acarretam. Tem de suportar as recordações que preferia mil vezes esquecer. E é bem possível que se veja obrigado a um derradeiro sacrifício…”

Um thriller surpreendente e de leitura compulsiva. Foi a minha estreia com o autor e gostei imenso!

“Regressar”

Quem nunca sonhou poder recomeçar a sua vida?

Emma Tupper é uma jovem advogada, prestes a alcançar o sonho de se tornar sócia da sociedade de advogados onde trabalha. Após a morte da mãe, Emma decide desfrutar de uma prenda que esta lhe deixara: uma viagem a África. Mas o que era para ser um mês de férias depressa se transforma em seis meses de ausência forçada, quando Emma adoece e um terrível terramoto a deixa retida e sem contacto com o exterior.

Para sua surpresa, quando finalmente regressa a casa, Emma constata que a família e os amigos acreditavam que estava... morta. E que a sua antiga vida desaparecera: o apartamento onde vivia acabara de ser alugado a um novo inquilino, o misterioso fotógrafo Dominic; na empresa, a sua rival Sophie apossara-se não só dos seus clientes e da sua sala, mas também do seu namorado, Craig.

Enquanto tenta resolver o caos em que se transformou a sua vida, Emma questiona-se: Seria feliz antes da viagem a África? Teria valido a pena sacrificar-se tanto em nome do trabalho? Amaria Craig de verdade? Quereria mesmo aquela vida de volta?

Romântico e espirituoso, Regressar revela a envolvente trama de uma mulher à procura de si mesma.”

Um romance muito divertido, cativante e repleto de peripécias, que recomendo principalmente ao público feminino. Gostei imenso!

“Até à Vista”

“No centro do novo romance de Mary Higgins Clark está um homicídio brutal: o de Gary Lasch, um respeitado e bem sucedido médico de Greenwich, no Connecticut, director de um hospital e de uma companhia de seguros. Foi encontrado morto em casa, sentado à secretária, com a cabeça esmagada por uma estatueta de bronze, uma peça valiosa da sua colecção de arte. A notícia abate-se sobre a sociedade de Greenwich de forma fulminante - tal como a notícia de que Molly Carpenter Lasch, a bonita mulher do médico assassinado, fora presa pelo homicídio do marido...”

Mais um thriller muito bom da autora a quem chamam a “rainha do suspense”. Uma leitura que recomendo aos apreciadores do género.

“Quando a Neve Cai”

“Numa cidade isolada por uma das maiores tempestades de neve dos últimos cinquenta anos, três histórias, oito raparigas e rapazes e mais uns quantos caminhos vão cruzar-se num romance brilhante, mágico e divertido, a que não faltarão fragmentos de amor, laços de amizade, uma maratona de filmes do James Bond e beijos muito apaixonados.”

Três histórias divertidas e repletas de aventura, que irão certamente cativar o público mais jovem.

“A Filha do Barão”

1809
Num Portugal invadido só o amor pode unir o que os homens dividem

“Quando D. João tece a união da sua única filha, Mariana de Albuquerque, com o seu melhor amigo - um inglês que investiga o potencial comercial do vinho do Porto -, não prevê a espiral de desenganos e provações que causará a todos. Mariana tem catorze anos e Daniel Turner vive atormentado pela sua responsabilidade para com a amante. Como se não bastasse, o exército francês está ao virar da esquina, pronto a tomar o Porto e, a partir daí, todo o país.

No seu retiro nos socalcos do Douro, Mariana recomeça uma vida de alegrias e liberdade até que um soldado francês, um jovem arrastado para um conflito que desdenha, lhe bate à porta em busca de asilo. Daniel está longe, a combater os franceses, e Gustave está logo ali, com os seus ideais de igualdade e o seu afecto incorruptível, disposto a mostrar-lhe que a vida é mais do que um leque de obrigações.”

Um romance histórico com alma lusitana.

Gostei muito, embora tenha achado o livro bastante denso e tenha necessitado de fazer algumas pausas para ir lendo outros livros mais descontraídos. A autora tem imenso talento e recomendo este romance histórico a todos os apreciadores do género.

“Extinção”

“Durante uma reunião em Washington, D.C., o presidente dos Estados Unidos é informado sobre a existência de uma ameaça para a segurança nacional: um menino de três anos, de seu nome Akili, é o ser mais inteligente do planeta. Representante do passo seguinte na evolução humana, Akili apercebe-se de padrões, prevê acontecimentos futuros mais rapidamente do que a maioria dos supercomputadores e é capaz de manipular acontecimentos a grande escala, como se fossem peças num tabuleiro de xadrez. Mas apesar de todo o seu poder, Akili tem a maturidade emocional de uma criança – o que o pode transformar na ameaça mais perigosa que a humanidade alguma vez enfrentou.
Jonathan Yeager, um militar americano, lidera uma equipa de operacionais de elite que se infiltra na selva do Congo, seguindo as ordens do presidente para destruir esta ameaça para a Humanidade, antes que Akili possa aplicar, a cem porcento, todas as suas capacidades. Mas Yeager tem um filho pequeno, muito doente, e os avançados conhecimentos de Akili em todas as áreas, incluindo a medicina, podem ser a única esperança do militar para salvar a vida da criança.
Em breve Yeager vai confrontar-se com o dilema de ter de escolher entre seguir ordens ou salvar uma criatura com planos desconhecidos que pode querer salvar a humanidade como a conhecemos ou destruí-la.”

Um thriller surpreendente e muito dinâmico; fiquei extremamente cativada! Recomendo!

“Um Crime no Expresso do Oriente”

“Pouco depois das doze batidas da meia-noite, um nevão obriga o Expresso do Oriente a parar. Para aquela época do ano, o luxuoso comboio estava surpreendentemente cheio de passageiros. Só que pela manhã havia, vivo, um passageiro a menos. Um homem de negócios americano jazia no seu compartimento, apunhalado até à morte. Poirot aceita o caso, aparentemente fácil, que acaba por se revelar um dos mais surpreendentes de toda a sua carreira. É que existem pistas (muitas!), existem suspeitos (muitos!), sendo que todos eles estão circunscritos ao universo dos passageiros da carruagem. Para ajudar às investigações, o morto é reconhecido como sendo o autor de um dos crimes mais hediondos do século. Com a tensão a aumentar perigosamente, Poirot acaba por esclarecer o caso… de uma maneira a todos os títulos surpreendente!”

Gostei imenso; um brilhante desempenho do detetive Hercule Poirot. Recomendo!

“Menina de Ouro”

“É difícil encontrar palavras para descrever a emoção que os livros de Chris Cleave despertam. Os seus enredos são apenas uma parte da história. Mais importante é a forma como tocam o leitor. E isso é único e irrepetível.

Menina de Ouro é sobre os limites do amor. Sobre as nossas lutas diárias. Sobre o conflito entre os nossos desejos e a realidade.

Conheça Kate e Zoe. Duas mulheres brilhantes com um sonho que apenas uma poderá realizar.
Conheça também Sophie. Uma criança dotada de uma sensibilidade rara, que luta entre a vida e a morte.
Estão unidas por um segredo. Delas se exige uma escolha. No momento mais importante das suas vidas, uma delas terá de fazer o derradeiro sacrifício.

Menina de Ouro é sobre o que significa ser humano, mas também sobre o que nos permite a todos, de diferentes formas, atingir o extraordinário.”

Uma história repleta de emoção, que fará os leitores rir e chorar, enquanto se deliciam com a beleza da escrita de Chris Cleave.

“Teia de Mentiras”

“Para qualquer lado que se vire, Lillie Burdette encontra
sempre resistência. Parece que naquela cidade, onde passou toda a sua vida, existem segredos terríveis. Assim que Lillie os começasse a desenterrar, não poderia voltar atrás por muito que isso lhe custasse.
Levada pela dor, Lillie procura a verdade que está por trás da morte da filha e põe a descoberto um emaranhado de mentiras que ameaçam a sua sanidade mental e a sua segurança, desafiando tudo aquilo em que acredita, até o amor de mãe.”

Gostei mesmo muito, intrigante e aterrador. Recomendo!

“A Segunda Vez”

Da rainha do suspense, um romance surpreendente, misterioso e empolgante.

“Nicholas Spencer, carismático director de uma empresa que está a desenvolver uma vacina contra o cancro, desaparece subitamente quando o seu avião particular se despenha.

Os resultados iniciais das experiências com a vacina revelam-se bastante encorajadores, mas surgem entretanto informações de que as autoridades competentes recusarão aprová-la, facto a que logo se seguirá a chocante notícia de que Spencer teria desviado uma considerável soma, incluindo as poupanças de várias pessoas que tudo tinham arriscado no potencial êxito da Gen-stone.

A partir daqui, Mary Higgins Clark, a «Rainha Americana do suspense», escreve uma notável história de intrigas e equívocos, captando a atenção do leitor da primeira à última página.”

Gostei muito; um dos mais cativantes da autora e de leitura compulsiva. Recomendo!

“Morte na Aldeia”

“Badger's Drift é a típica aldeia inglesa onde todos se conhecem e, aparentemente, nada acontece. Tem um vigário, um médico desastrado, umas quantas figuras excêntricas e uma solteirona amorosa, famosa pelas suas bolachas caseiras. Mas quando a velhinha morre subitamente, a sua melhor amiga não se conforma. Ela sabe que aquela morte não foi natural. O inspector-chefe Barnaby e o incansável sargento Troy não têm alternativa senão investigar. E o lado sombrio da pitoresca aldeia começa lentamente a ser revelado. Perante velhos ressentimentos e novas rivalidades, ódios intensos e paixões dissimuladas, Barnaby está cada vez mais alarmado. Infelizmente, um segundo e hediondo crime vai confirmar as suas piores suspeitas.

Morte na Aldeia foi considerado um dos 100 Melhores Policiais de Sempre pela Crime Writers' Association.”

Um policial cativante, repleto de personagens e segredos intrigantes. Gostei imenso!

"O Último Destino"

"Quando um adolescente tem uma premonição de que o avião em que está vai explodir, ele e alguns amigos resolvem não viajar. Para surpresa de todos, o avião realmente explode na viagem em que eles deveriam estar. Mas os integrantes do grupo começam a morrer misteriosamente, um a um, até que os sobreviventes resolvem unir-se para tentar entender o que está a acontecer, antes que eles mesmos se tornem as próximas vítimas."

Gostei; embora não seja espetacular, é um filme com bastante suspense e que prega alguns sustos.

“No Teu Olhar”

O essencial está escrito no coração. 

Colin Hancock é jovem mas já viveu mais violência e abandono do que a maioria das pessoas.
Foi perante o abismo que tomou a corajosa decisão de começar de novo. Agora, o emprego num restaurante da moda pode não o satisfazer, mas o sonho de se tornar professor parece cada vez mais perto de se concretizar. Dar às crianças o carinho e a atenção que ele próprio não teve é o seu grande e único objetivo… mesmo que o preço a pagar seja a solidão.

Maria Sanchez também deseja, acima de tudo, uma vida calma.
Filha de imigrantes mexicanos, aprendeu desde cedo o valor do trabalho árduo, da ética e da lealdade. Para ela, bastam-lhe o emprego num prestigiado escritório de advogados e uma noite tranquila em casa para repôr as energias. Nem a insistência da sua irmã surte efeito. Com uma profissão tão arriscada, Maria aprecia a segurança que o isolamento lhe dá.

Colin e Maria não foram feitos um para o outro.
Ele representa tudo aquilo que ela despreza, é o típico meliante que ela está habituada a ver atrás das grades. E quando se cruzam numa noite de tempestade, o fosso que os separa é profundo e evidente. Mas, a partir desse momento fortuito, as suas vidas não voltarão a ser as mesmas.
Conseguirão eles ver para além das aparências? Ler nos olhos do outro o que de mais profundo lhe vai na alma? Ceder à persistente memória daquela noite?

No Teu Olhar é uma história de busca. A busca de um sentido para a vida. De redenção. De amor incondicional.”

Não desgostei da história e apreciei muito a parte thriller que o autor colocou neste livro, contudo para mim foi um dos livros menos intensos do autor.

“A Felicidade de Kati”

“Kati é uma menina tailandesa de nove anos que vive com os avós numa pequena comunidade costeira. Embora a sua vida flua a um ritmo suave, o mistério que envolve o afastamento dos pais e a saudade que sente da mãe não a deixam ser completamente feliz. Por que está a mãe ausente há tanto tempo? E onde está o pai, que ela nunca conheceu? Estas questões levam Kati a uma jornada inesquecível que a fará compreender o passado e reconciliar-se com o presente. Profundamente poética e optimista, esta é uma narrativa memorável quer pelo interesse dos temas que toca – o amor, a perda, as escolhas, a família, a coragem, a capacidade de renovação –, quer pela atmosfera evocativa da cultura tailandesa, através de descrições vívidas e coloridas. Como sempre acontece com a boa literatura, esta obra agradará, também, ao público mais adulto.”

Esta é uma história muito fofa e cativante sobre uma menina tailandesa de nove anos numa jornada para compreender o passado e se reconciliar com o presente. A escrita é muito bonita e lê-se extremamente bem.

"Get Hard"

"Quando o milionário gestor de fundos James King é condenado à prisão por fraude, o juíz dá-lhe 30 dias para pôr os seus assuntos em ordem. James procura então a ajuda de Darnell, para prepará-lo para uma vida atrás das grades, desconhecendo que este na verdade é apenas um pequeno empresário... demasiado honesto!"

Bastante divertido e caricato. Recomendo!

“Tudo o Que Temos Cá Dentro”

“A partir de um caso clínico real (um jovem perturbado pelo suicídio daquela que ele nem pode sequer definir como namorada, tão fugaz foi o relacionamento dos dois – do ponto de vista dele – e apesar disso, ou talvez por isso, tão intenso – do ponto de vista dela), Daniel Sampaio surpreende-nos com a espantosa quase-ficção que resultou em mais um novo título, Tudo o Que Temos Cá Dentro.

É difícil entender o sofrimento dos jovens, aceitar a sua sensibilidade, tão diferente se se é rapariga ou se se é rapaz, acreditar que se pode amar para além da vida, quando se tem quinze, dezoito anos, supor que o trauma de um amor não correspondido acaba em tragédia, ou que se passe de um relacionamento para outro com toda a naturalidade, porque assim curtir tem outro sabor…

As emoções que este belíssimo livro provoca, o leitor terá o privilégio de as descobrir-sentir à medida que se deixar envolver por estas páginas preenchidas por dois percursos fascinantes, os de Nuno e Rita, protagonistas num universo que sabemos existir, mas que nem sempre temos a coragem de enfrentar.”

Um livro muito interessante que aborda os temas do suicídio e do amor na adolescência. Recomendo a sua leitura.

“A Trança de Inês”

“Baseado no mito de Pedro e Inês (mais na lenda do que na História), um romance sobre a intemporalidade da paixão, onde se abordam também alguns mistérios da existência. Assim as mulheres passam umas às outras a sua teia ancestral de seduções, subentendidos, receitas que hão-de prender os homens pela gula, a luxúria, a preguiça e todos os pecados capitais, é por isso que elas nunca querem os santos, os que não se deixam tentar, os que resistem à mesa, à indolência, à cama, à feitiçaria dos temperos, ao sortilégio das carícias, à bruxaria das intrigas.”

A minha primeira experiência com esta autora correu bastante bem. É uma história cativante e que me agradou. Experimentem!

"Férias Frustradas"

"Rusty Griswold trabalha como piloto de avião na EconoAir, uma companhia de baixo custo. Ele é casado com Debbie e tem dois filhos, James e Kevin, que passam o tempo a brigar. Disposto a divertir-se com a família, Rusty decide seguir os passos do seu pai e comandar uma ida ao parque de diversões Wally World, localizado a vários dias de viagem. Rusty rapidamente aluga um carro albanês, sem prever que a viagem em família será bem mais complicada do que imaginava."

Um filme divertidíssimo que me fez chorar de tanto rir com as peripécias desta família Recomendo absolutamente!

“Contagem Decrescente”

“31 de Dezembro. Passagem de ano.
Rodrigo Tavares, um proeminente detective da Polícia Judiciária, encontra-se em Almada para assistir ao espectáculo pirotécnico quando recebe um telefonema que muda a sua vida por completo, levando-o a perceber que tinha chegado o momento que tanto temera: a concretização de uma ameaça homicida proferida pelo assassino que mais lhe custara capturar no passado.

Rodrigo tem até dia 15 de Janeiro para deter o assassino, ou as consequências serão devastadoras. E não apenas para si.

Quando o detective observa a forma excruciante e desumana como a primeira vítima fora assassinada, percebe a importância e a seriedade do que está a acontecer, e é então que começa a corrida contra o tempo.
O que começa por ser uma caça ao homem transforma-se rapidamente em algo muito maior e aterrorizador. Ao mergulhar num mundo de trevas e muitas dúvidas, medo e desespero, Rodrigo receia o futuro como nunca antes o fizera.”

Um novo autor que conheci e que me surpreendeu com este policial bem estruturado e repleto de suspense. Recomendo a sua leitura e vou ficar atenta às próximas obras do autor.

“Duas Meninas Vestidas de Azul”

“Depois de terem festejado o 3º aniversário das gémeas Kelly e Kathy, Margaret e Steve Frawley saem para ir a uma festa, deixando as meninas ao cuidado da baby-sitter. Ao regressarem a casa, deparam com a polícia, que lhes dá a mais terrível das notícias: as crianças foram raptadas e os criminosos exigem oito milhões de dólares para as devolver à família.
Em pânico, o casal decide pagar o resgate, na esperança de terem as filhas de volta. Porém, ao chegarem ao local marcado, encontram apenas Kelly, num carro abandonado com um cadáver no lugar do condutor e um bilhete a revelar que Kathy, a outra menina, fora morta acidentalmente e o corpo largado no oceano.

Contudo, durante a missa em memória de Kathy, Kelly aproxima-se da mãe e diz-lhe ao ouvido: «Mãe, a Kathy está cheia de medo daquela senhora velha. Ela quer voltar para casa.»
Os incidentes vão-se sucedendo e Margaret começa realmente a acreditar que a filha está viva e que as meninas estarão a comunicar telepaticamente uma com a outra. Poderá Kelly ajudar a descobrir o paradeiro da irmã? Conseguirão encontrar a menina antes que seja demasiado tarde?”

Um thriller que me agarrou desde o início. Os livros desta autora apresentam uma grande variedade de personagens que acabam por se interligar sempre de forma interessante. Recomendo!

"O Estagiário"

"Jules Ostin é a criadora de um bem-sucedido site de venda de roupas que, apesar de ter apenas 18 meses, já tem mais de duas centenas de funcionários. Ela leva uma vida bastante atarefada, devido às exigências do cargo e ao facto de gostar de manter contacto com o público. Quando a sua empresa inicia um projeto de contratar idosos como estagiários, numa tentativa de os colocar de volta à vida ativa, cabe-lhe trabalhar com o viúvo Ben Whittaker. Aos 70 anos, Ben leva uma vida monótona e vê o estágio como uma oportunidade de se reinventar. Por mais que enfrente o inevitável choque de gerações, rapidamente ele conquista os colegas de trabalho e se aproxima cada vez mais de Jules, que passa a vê-lo como um amigo."

Gostei imenso e adorei a personagem de Robert De Niro. Recomendo vivamente!

“A Rapariga do Lago”

“Luísa é uma adolescente introvertida, dividida entre a paixão que sente pela arte e a carreira em medicina que os pais sonham para ela. Atormentada pela ideia de que partirá, em breve, para Praga, passa os seus dias a desenhar, inspirada pela música de um violino.

Luísa está curiosa quanto à identidade do violinista que a inspira, mas o seu interesse parece redobrar quando conhece Luís.

Ele é inesperado: vive isolado dentro da música que toca, escondendo-se do seu passado trágico e de um mundo preconceituoso. Os seus destinos vão unir-se na solidão e no amor à arte. E é ao som dos acordes do violino e por detrás de folhas de papel em branco que os dois vão viver uma paixão improvável.

Uma novela sobre o primeiro amor, o preconceito e o talento, bem como a importância da carreira e das escolhas que fazemos.”

Um conto com uma história romântica e bem fofinha, que aconselho a quem precisar de uma história mais leve para intercalar entre leituras.

“A Filha da Minha Melhor Amiga”

“Kamryn Matika e Adele Brannon, melhores amigas desde sempre, acreditavam que nada poderia separá-las… Até Adele fazer o impensável e envolver-se com o noivo de Kamryn, Nate.
Dessa relação ilícita nasce uma filha.

Anos mais tarde, Adele está a morrer e implora a Kamryn que adopte a sua filha, Tegan. Com uma carreira fantástica e uma vida social eléctrica, a última coisa de que Kamryn precisa é de uma criança de cinco anos para lhe estragar os planos. Mas, sem ninguém para tomar conta de Tegan e com o falecimento inevitável de Adele, terá ela outra escolha?

Assim se inicia uma difícil viagem que conduzirá Kamryn ao perdão, ao amor, à responsabilidade e, por fim, a um melhor conhecimento de si mesma.”

Gostei muito; esta foi mais uma história da autora que me cativou, me fez rir e chorar. Recomendo vivamente a sua leitura!

“Alexander”

Tatiana tropeçou no degrau e quase caiu. Emocionada, fez o que pensara não voltar a fazer em toda a sua vida: tocou em Alexander. E beijaram-se. Beijaram-se como se fossem de novo jovens nos bosques do Luga. Beijaram-se até esquecerem a guerra e o comunismo, a América e a Rússia. Beijaram-se e afastaram tudo, deixando ficar apenas o que restava – fragmentos de Tania e Shura.

A viver na América com o filho, Tatiana tentou esquecer a mágoa pela perda do seu grande amor, Alexander. A sua vida seria perfeita se essa memória não estivesse presente a cada momento de cada dia. E quando uma improvável réstia de esperança de encontrar Alexander vivo se apodera dela, Tatiana não hesita.
Deixa o pequeno Anthony aos cuidados da amiga Vikki e parte para uma derradeira e perigosa viagem à Alemanha. Em jogo está tudo o que construiu e a sua própria vida. Se for encontrada, Tatiana sabe que não escapará. É uma mulher marcada. Mas mais impossível do que o seu sonho é a incapacidade de aceitar a vida sem Alexander. Mais forte do que o medo é a promessa que fizeram um ao outro há tantos anos atrás: “viveremos juntos ou morreremos juntos.”

Tatiana e Alexander protagonizam uma das grandes histórias de amor da ficção contemporânea. Um inesquecível relato de paixão, guerra, coragem e sobrevivência.”

Esta conclusão do livro anterior foi uma leitura deliciosa. Adorei completamente!

“Tatiana”

Tatiana e Alexander conheceram-se num dos momentos mais dramáticos da História do século XX. Foi um amor à primeira vista que vingou contra tudo e todos. Juntos, viveram um sonho. Mas o mundo está em guerra e o que o futuro reserva aos dois amantes é o pior dos pesadelos.

Com apenas dezoito anos, Tatiana está grávida e só. O seu marido, Alexander, foi acusado de espionagem e preso pela infame polícia secreta de Estaline, à qual ninguém escapa com vida.

Alexander é um herói de guerra condecorado que carrega um segredo fatal. Nascido na América, vive encurralado desde a adolescência na União Soviética, para onde imigrou com os pais, que queriam viver o ideal comunista. Mas o brutal regime do país rapidamente destroçou os seus sonhos. Para se proteger, Alexander serviu o Exército Vermelho e fez-se passar por cidadão soviético. Para ele, a II Guerra Mundial é já uma causa perdida: tanto a derrota como a vitória significam a morte.

As notícias que dão conta do triste destino de Alexander levam Tatiana a fugir para a América. Quando chega a Nova Iorque, ela é uma jovem viúva com um filho pequeno nos braços e um passado doloroso. Pouco tempo depois, tem um emprego, amigos e a vida com que nunca ousou sonhar. Mas a dor pela perda de Alexander nunca a abandona. Algures dentro de si e contra todas as evidências, ela continua a ouvir a voz do seu grande amor...

Uma história épica de amor e guerra.
Um hino ao poder dos sentimentos e da fé humana.
Tatiana é a sequela do bestseller mundial O Grande Amor da Minha Vida.

Gostei muito, esta é uma história de amor e guerra que permanece na nossa memória muito tempo depois de terminarmos o livro. Recomendo vivamente e irei ler o próximo já de seguida.

"Toy Story: Os Rivais"

"O aniversário de Andy está a chegar e os brinquedos estão nervosos. Afinal de contas, eles temem que um novo brinquedo possa substituí-los. Liderados por Woody, um cowboy que é também o brinquedo predileto de Andy, eles montam uma escuta que lhes permite saber dos presentes ganhos. Entre eles está Buzz Lightyear, o boneco de um patrulheiro espacial, que começa a receber mais atenção do menino. Isto aos poucos gera ciúmes em Woody, que tenta fazer com que ele caia atrás da cama. Só que o plano dá errado e Buzz cai pela janela. É o início da aventura de Woody, que precisa de resgatar Buzz também para se reconciliar com os outros brinquedos."

Achei este filme muito divertido e cativante. Estou ansiosa por ver os seguintes! Recomendo!

“Encontro em Itália”

Nunca se esquece o primeiro amor

“Amigos de infância, Henrique e Sara pouco têm em comum além de uma paixão por livros e uma amizade que ambos já davam como perdida. Depois de vários anos de silêncio, ele é um estudante finalista de Literatura Inglesa que olha com receio os dias fora das paredes seguras da Universidade e ela uma aspirante a escritora que se esvanece no tumulto de um grupo amigos problemático.

Numa viagem a Itália que tem tudo para ser perfeita, vão misturar-se um livro misterioso, um gato com um estranho sentido de humor e uma inesperada aventura que os volta a juntar no mesmo caminho.

Henrique e Sara podem ter encontrado um no outro o pretexto que tanto procuravam para adiar decisões e contornar o futuro, mas, em troca, recebem também o que não pediram e aprendem que o futuro é inevitável.”

Uma história cativante que mistura romance e fantasia. Personagens como a Haari serão sempre inesquecíveis para mim. Recomendo vivamente!

“Porque Te Amo”

“Layla, uma menina de cinco anos, desapareceu de um centro comercial de Los Angeles enquanto passeava com a ama. Os pais, loucos de dor, acabam por se separar e seguir caminhos bem diferentes na vida. A mãe, Nicole, uma famosa violinista, entrega-se à carreira, enquanto o pai, Mark, um psiquiatra bem-sucedido, abandona tudo e todos e torna-se um sem-abrigo.
Contudo, cinco anos após ter evaporado sem deixar qualquer vestígio, Layla aparece misteriosamente no mesmo local de onde desaparecera, mergulhada num estranho mutismo. Para Mark, que nunca deixara de ter a esperança de reencontrar a filha, é um sonho tornado realidade. No entanto, há muitas perguntas que continuam sem resposta: onde esteve Layla durante os últimos cinco anos? Com quem? E, acima de tudo, porque voltou?”

Uma história interessante, onde a vida de quatro personagens se interliga. Contudo, não foi o meu livro preferido do autor.